NOTÍCIAS

18/05/2017 - 14h32 CUT e frentes populares convocam grande ato para domingo
Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo fazem uma reunião nesta tarde para definir atos no domingo e reforçam mobilização para marcha em Brasília no dia 24 Agência PT de Notícias



A Central Única dos Trabalhadores, junto com  as outras entidades da Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo, convocam grandes mobilizações em todo o Brasil para o domingo (21) pedindo a saída do presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB).

Após  as graves denúncias envolvendo o golpista, a população foi para as ruas pedir a sua saída e eleições diretas. Os primeiros atos ocorreram na própria quarta-feira (17), espontaneamente, logo após as denúncias saírem no jornal “O Globo”. Nesta quinta-feira (18), outros protestos estão planejados para todo o país. No domingo, o caldo das ruas deve engrossar ainda mais.

Uma reunião na sede da CUT em São Paulo está marcada para definir o formato das manifestações do domingo, e o reforço para a Marcha a Brasília no próximo dia 24.

A Marcha, que foi convocada pela CUT e demais centrais sindicais, é uma prioridade do movimento sindical diante do novo cenário na política nacional após as denúncias contra Temer.

Segundo o presidente da CUT, Vagner Freitas, para propor reformas tão drásticas e nefastas no mercado de trabalho e na aposentadoria dos brasileiros, é preciso ter no mínimo condição política e moral, coisa que o grampo que o dono da JBS Joesly Batista comprovou, Temer não tem.

“No dia 24 vamos exigir a interrupção imediata da tramitação das reformas (desmontes) da Previdência e Trabalhista, que acabam com a aposentadoria e com a CLT”, disse Vagner, que complementou: “Um governo golpista e sua base de apoio não têm nenhuma condição moral de defendê-las”.
Entenda o caso

Michel Temer foi flagrado em gravações participando diretamente da negociação de propina para comprar o silêncio do réu e ex-deputado Eduardo Cunha, atualmente preso. “Tem que manter isso, viu?”, disse Temer sobre o acordo, segundo gravação, informou o jornal “O Globo”.

Além disso, Temer teria indicado o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto ligado à empresa. Em outra gravação, Loures aparece, segundo a Globo, recebendo uma mala com R$ 500 mil que teria sido enviada pelo dono da JBS.

As denúncias divulgadas nesta terça também atingiram a carreira política do senador e presidente do PSDB, Aécio Neves. Ele aparece em áudio pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, da JBS, o mesmo que gravou o ilegítimo Temer. Ao negociar quem iria pegar a propina, Aécio Neves revelou um lado mais obscuro da transação: “tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque elesai de lá e vai no cara”.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Deputados Federais
Enio Verri
Zeca Dirceu
Deputados Estaduais
Pericles de Mello
Professor Lemos
Tadeu Veneri
 
 
 
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob CC-Attribution 3.0 Brazil.
Exceto especificado em contrário e conteúdos replicados.
Alameda Princesa Izabel, 160, São Francisco, Curitiba. Cep. 80410-110.
Telefone: (41) 2103-1313. E-mail: imprensa@pt-pr.org.br